JEJUNS LONGOS:SAIBA OS RISCOS E BENEFÍCIOS!!


Sempre que alguém posta aqui que fez um jejum longo (36,48,72 horas), logo vem a pergunta:
Quantos quilos vc perdeu?
Logo depois chegam as críticas.
Vamos esclarecer um pouco a questão dos jejuns longos.
Jejuns longos não são pra perder peso em apenas 1 jejum.


Não pense que quanto mais horas vc ficar em jejum , mais vai perder.
Não é tão simples assim, não é uma matemática simples.



O que vai te fazer perder gordura, emagrecer de fato é a constância, é a persistência. É fazer tudo certo dia após dia, semana após semana, mês após mês.


Não adianta de nada fazer um jejum de 48 horas no início da semana e no sábado enfiar o pé na jaca.
Num jejum de 50 horas vc pode perder um quilo e meio ( é só um exemplo tá), em dois dias comendo normalmente esse peso já foi recuperado, pq não era gordura.


Não se perde gordura em dois dias, tirem isso da cabeça 
Se seu único objetivo com o jejum é emagrecer, vc pode conseguir fazendo 16,18,20 horas e comendo direito na janela de alimentação.
Tendo persistência.



Então é errado fazer jejuns prolongados?
NÃO! Mas são feitos com outros propósitos: 
Rejuvenescimento, autofagia celular, autoconhecimento, desafio pessoal, desintoxicação, enfim...



Quem estuda o jejum sabe dos benefícios de fazer um jejum longo de vez em quando.
De vez em quando, isso é importante.


Jejuns de 72 horas por exemplo não são aconselháveis mais do que 4 vezes no ano.
Então antes de pensar em jejum longo, estude profundamente o assunto. E não veja o jejum apenas como um método de emagrecimento.
Vai muito além disso.





Eu sou à favor de jejuns mais longos  no tratamento de diabéticos tipo 2 e em casos de obesidade em graus elevados, porque eles são mais poderosos do que os jejuns mais curtos.  (Jason Fung)



No entanto, sempre monitorei a pressão sanguínea dos pacientes, sinais vitais e o trabalho de sangue monitorado de forma muito próxima. 


Se você não se sentir bem em qualquer ponto, você deve parar de jejum. Você pode estar com fome, mas você não deve se sentir doente. 


Se você estiver tomando medicação, você deve ser monitorado cuidadosamente por um médico durante o jejum - e, claro, certifique-se de falar com seu médico antes de começar um jejum ou fazer mudanças na sua dieta.


 Isto é particularmente importante se você estiver com medicamentos para diabetes.


 Durante jejuns mais longos, a ingestão reduzida de alimentos geralmente diminui a glicemia. Se você tomar a mesma dose de medicação que faria em um dia normal de comer, existe um alto risco de se tornar hipoglicêmico, o que é muito perigoso.

 Os sintomas da hipoglicemia incluem confusão, transpiração e tremores. Você também pode experimentar um sentimento de fome, tremor ou fraqueza. Se não for tratado, pode avançar para perda de consciência, convulsões e, em casos extremos, morte. A diminuição do açúcar no sangue não é uma complicação, porque é esperado durante o jejum. 

Queremos baixar o açúcar no sangue. Mas isso significa que, se você está tomando medicamentos para baixar o açúcar no sangue, você está excessivamente medicado quando está em jejum. 
 Em geral, os medicamentos para diabéticos e a insulina devem ser reduzidos no jejum


 Durante os jejuns de maior duração, os benefícios para a saúde - incluindo perda de peso e níveis reduzidos de insulina - se acumulam rapidamente, mas também há um maior risco de complicações para os diabéticos e aqueles que estão tomando medicamentos. 


Fonte: Fung, Jason; Moore, Jimmy. O guia completo de jejum: cure seu corpo através de intermitente, dia alternativo e estendido (Locais do Kindle 3257-3273). Victory Belt Publishing. Edição do Kindle. 






Colaboração:
Luciana Moura













Traduzido e adaptado por Flávia Trajano


Criadora da Fan Page e administradora do grupo : JEJUM INTERMITENTE SEM MITOS

QUER APRENDER A FAZER JEJUM??? GUIA PARA INICIANTES - clique aqui

2 comentários:

Tecnologia do Blogger.