PORQUE COMER MENOS NÃO FUNCIONA? DIETA DA FOME X JEJUM


DIETA DA FOME X JEJUM
Muitas pessoas confudem, dizendo que o Jejum INTERMINTE é uma dieta com  restrições severas e intensas





Vamos primeiro aos significados:
INTERMITENTE
(in·ter·mi·ten·te adj m+f)
1 Que tem interrupções ou sofre intermitências; que para durante intervalos.
2 Med Diz-se da febre que se manifesta por acessos intervalados. 
 Fonte: Dicionário Michaels




JEJUM INTERMITENTE 

A abstinência proposital de consumir calorias por 
um período de tempo (Brad Pilon)

Você come conforme seu gasto calórico, 
(com um pequeno déficit calórico , não cortar 40%)
taxa de metabolismo basal( de 1.500 a 3.000 calorias varia muito do seu nível de atividade física, percentual de gordura, se você é homem ou mulher).  E depois de alimentado você fica um tempo em jejum (sem comer). Simples assim. 
Se na quebra do jejum vc comer muito menos do que corpo necessita  e isso for se repetindo, seu corpo entra no modo "FOME", onde ele entende que está havendo privações e ele precisa SOBREVIVER.

O JEJUM, COMO ELE É PERIÓDICO, SEUCORPO VAI CONTINUAR COM O SEU GASTO NORMAL, PORQUE NO ESTADO ALIMENTADO VOCÊ VAI NUTRÍ-LO DEPOIS DE UM PERÍODO NÃO ALIMENTADO.


Muitas pessoas jejuam por razões espirituais e religiosas, e mesmo por um método de controle de peso. Contudo, no mundo ocidental, com exceção do jejum por motivo religioso, a prática do jejum desapareceu.







Nossos corpos projetados para comer enquanto há comida disponível e usar as calorias que guardamos enquanto há falta de alimento. Essas são nossas duas únicas opções. Considere- os o Yin e Yang da nutrição e saúde.
1) Comendo e armazenando calorias
2) Não comendo e queimando calorias

Brad Pilon












Então para nós que vimos uma grande quantidade de estudos científicos que suportam o uso de jejum de curto prazo como um excelente modo simples e efetivo de perder gordura. 


AGORA, SOBRE  A DIETA DA FOME.....
Em 1917, as experiências mostraram que reduzir as calorias, diminuiu severamente o gasto energético do corpo (METABOLISMO BASAL) que tende a limitar a perda do peso.


Aqui está o lema visão da obesidade. 



Comer demais faz você engordar!






Comer menos faz você emagrecer!


O notável cientista Ancel Keys, que mais tarde desempenharia um papel crucial na formação das diretrizes nutricionais atuais, procurou estudar os efeitos da redução calórica no famoso Minnesota Starvation Experiment, publicado em 1950.

 Com a Segunda Guerra Mundial,  milhares de pessoas estavam à beira da fome e este experimento foi uma tentativa de compreender os efeitos da RESTRIÇÃO SEVERA (FOME)  sobre o corpo humano.



EFEITOS FÍSICOS DA FOME (RESTRIÇÃO SEVERA DE CALORIAS)
Frio, fome incessante, fraqueza, exaustão, tontura, perda muscular e perda de cabelo foram alguns dos sintomas.
O volume cardíaco diminuiu em 20%. 
A frequência cardíaca diminuiu. 
A temperatura do corpo caiu.Taxa metabólica de repouso caiu em 40%. Em outras palavras, o corpo estava  em modo de baixa energia. Vamos pensar sobre isso novamente do ponto de vista do corpo.

O corpo está acostumado a obter 3.200 calorias por dia e agora ele recebe 1.460. Para preservar-se,ele começa a trabalhar com reduções de energia.O coração recebe menos energia - a frequência cardíaca diminui e o volume cardíaco diminui. 
A pressão arterial cai.
O sistema de aquecimento é girado para baixo - corpo sente frio.
Os músculos recebem menos energia - exaustão física.
Cabelo e unhas obter menos energia - queda de cabelo e unhas frágeis.

Porém, é que isso garante a sobrevivência do indivíduo sob um tempo de estresse extremo. Sim, você pode se sentir péssimo, mas você vai viver para contar a história. Esta é a coisa inteligente para o corpo a fazer. Não é tão estúpido como manter a queima de energia que ele não tem .

homem depois de uma restrição severa de calorias

Considere a alternativa. O corpo é usado para 3.200 calorias por dia e agora recebe 1.560. O corpo ainda queima 3.200 calorias. As coisas parecem normais. Três meses depois, você está morto. É absolutamente inconcebível que o corpo não reaja à redução calórica reduzindo o gasto calórico.



Considere que para o efeito de que se você reduzir 500 calorias por dia, você vai perder um quilo em uma semana. Isso significa que em 200 semanas você vai pesar zero quilos? É claro que em algum momento, o corpo deve reduzir o gasto calórico. Acontece que a adaptação acontece quase que imediatamente e persiste no longo prazo. 


Na verdade, temos sabido que isso é verdade desde 1917. 
Comer menos por um período prolongado você fica cansado e com fome. E o pior de tudo ... você recupera todo o peso que você perdeu. O peso perdido é músculo e gordura. Peso recuperado  todo é a gordura.




Nós apenas escolhemos esquecer este fato inconveniente porque nossos médicos, nossos nutricionistas, nosso governo, nossos cientistas, nossos políticos, e nossos meios todos têm gritado para nós por décadas que é tudo sobre 
'Calorias para dentro contra calorias para fora'. 
A redução calórica é primária. Coma menos, Mova-se mais e esse tipo de idiotice.

Precisamos repensar completamente nossa visão convencional da obesidade.



Traduzido e adaptado por Flávia Trajano

Edição de Imagens: Flávia Trajano

Criadora da Fan Page e administradora do grupo : JEJUM INTERMITENTE SEM MITOS



Fontes:



 Eat Stop Eat - Brad Pilon



The Biology of Starvation – Calories Part V Dr Jason Fung Artigo original (AQUI)







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Recent

recentposts