O livro mais esperado sobre Jejum intermitente - Dr. Jason Fung

JEJUM - Por que não é apenas mais uma mera palavra.
Por Marika Sboros



Eu não estou falando como um crente devoto quando digo que este livro será a "bíblia" do jejum.


Os autores de The Complete Guide to jejum (Victory Belt) são o nefrologista canadense Dr. Jason Fung e Jimmy Moore autor do blog La Vida Low-Carb. O livro aborda como curar seu corpo através do jejum intermitente, em dias alternados e o jejum prolongado.


É bem escrito, de fácil leitura e entrega em todas as promessas. Ele deve estar em cada casa. Aqui está o porquê:



Parte I

 abrange uma breve história de jejum, mitos e os benefícios do jejum. 
Os benefícios são inúmeros e incluem  tipos de obesidade, os doi tipos de diabetes, doenças cardíacas, câncer e doença de Alzheimer. Alzheimer é tão comum nos dias de hoje que os médicos estão chamando de "diabetes tipo 3". Isso é devido à ligação relacionada com o tipo de dieta - principalmente uma dieta rica em carboidratos (açúcar) e baixa em gorduras.

 Na Parte II, os autores apresentam tipos diferentes de jejuns e melhores práticas para o jejum intermitente e prolongados. Parte III  fala dos  protocolos para jejuns de 24 a 42 horas, e jejuns de sete à 14 dias.

Parte IV pratos de receitas deliciosas lowcarb com baixo teor de carboidratos, alto teor de gordura (LCHF),os alimentos podem ser tão saboroso e saciantes.

  Fung e Moore desvendam mitos sobre o jejum. Eles atacam os medos residuais que você pode ter - e que muitos médicos e nutricionistas ainda têm

O medo é a crença equivocada de que o jejum é morrer de fome. Isso não tem nenhum fundamento, diz Fung.  Jejum e fome "vivem em lados opostos do mundo". 



A diferença da fome e do jejum é a mesma 

Diferença entre "corrida recreativa" e correr porque um leão está perseguindo você".

Outros mitos:

O jejum faz  Você queimar músculo.  

Faz Com que o o nível de Açúcar do sangue não baixe.

Faz Você comer demais, priva Seu Corpo de Nutrientes. 
ISSO é absurdo, NÃO Científico, Como O Livro Deixa claro.

Do Ponto de evolutivo, Fung Diz Que Três refeições por día e petiscar entre as refeições NÃO É necessario à Sobrevivência e à uma boa à Saúde.O jejum  é antigo - tão Antigo Quanto às Montanhas da Grécia Antiga. 



Milhões de Pessoas Têm jejuado de forma segura e eficaz POR  milhares de anos.


 Um médico Suíço Paracelso e botânico do 
Século 15, Uma Vez memoravelmente Disse: 

"O jejum é o Maior Remédio - o médico interior".

ELE Diz Que o jejum DEVE ser, e de Fato fazer parte da vida cotidiana, longe de Algum tipo de punição cruel e Incomum", E algo que as PESSOAS podem fazer Diariamente.


Dr Fung e Moore revelam por que o jejum tornou-se um "segredo proibido", especialmente sobre a perda de peso. Eles dizem que os "especialistas" se esqueceram de seu poder como uma terapia dietética.O jejum desfrutou de um breve ressurgimento da popularidade quando começou a aparecer na literatura médica no início de 1900. No Journal of Biological Chemistry em 1915 pesquisadores descrevem o jejum como "um método perfeitamente seguro, inofensivo e eficaz" para perda de peso.No entanto, apesar da sua longa tradição, vantagens e eficácia, o jejum como uma ferramenta terapêutica tornou-se extinto nos últimos 30 anos ou mais."Mesmo a sua própria menção tende a trazer o ridículo", diz Fung. No entanto, é uma "ideia muito simples". Se comer demais causas de doenças metabólicas, como diabetes tipo 2, a solução lógica é comer pouco."O que poderia ser mais simples?", Pergunta Fung. O que de fato?Então, como foi que o jejum recebeu uma reputação tão assustadora? Eles apontam os suspeitos do costume.

    
 

O jejum é ruim para os negócios, dizem. 


É difícil vender alimentos para pessoas que não estão comendo. (É também difícil de prescrever medicamentos para pessoas saudáveis ​​- o impulso para dar estatinas para pessoas saudáveis ​​não obstante)."Através do poder da publicidade, as grandes empresas de alimentos têm mudado lentamente como pensamos sobre o jejum", diz Fung. "Não há correlação alguma entre comer refeições regulares, e boa saúde. A "verdade é exatamente o oposto."Neste livro, Fung e Moore levará em uma jornada para revelar por que o jejum é realmente poderoso. Eles irá mostrar-lhe maneiras de fazê-lo com segurança e eficácia.Fung explica por que ele se desviou da medicina convencional para prescrever estratégias alimentares intensivas. E por que uma principal "refeição" em seu menu de terapias agora é nenhum alimento em - em outras palavras, o jejum.Sua história é uma leitura fascinante,  e eminentemente baseada em evidências. Ao longo do caminho, ele aponta para uma fraqueza terminal que é outra razão para a queda de jejum de seu pedestal: médicos que não sabem nada sobre nutrição.

Em seus nove anos de educação médica formal, Fung estima que ele tinha apenas quatro horas de palestras de nutrição. Como resultado, ele emergiu da escola médica com "não mais do que um interesse passageiro em nutrição até meados da década de 2000".

Na época, a dieta de Atkins, que promoveu comer low-carb era popular. Como médicos mais convencionalmente treinados, Fung  não aceitava muito essa ideia.Ele acreditava que era perigoso - que as artérias de todos aqueles que seguiram o Dr Atkins iria "pagar o preço".Fung dominado pela "sabedoria" convencional - dos médicos e nutricionistas tradicionais: que as dietas de baixo carboidrato eram simplesmente uma moda e perigosas.. Ele acreditava que dietas de baixa gordura foram baseada em evidências.Oscilando sempre e revendo seus conceitos, haviam evidências e provas em dietas de baixo carboidrato. Ele começou a aparecer no New England Journal of Medicine ", que ele chama de" a revista médica de maior prestígio no mundo ".Estes estudos incluíram ensaios clínicos controlados. Todos eles chegaram à mesma "conclusão surpreendente": que a dieta low-carb foi significativamente melhor do que o baixo teor de gordura para perda de peso.Mais desconcertante foi que todos os fatores de risco importantes para doenças cardiovasculares - colesterol, açúcar no sangue e pressão arterial - melhorou significativamente na dieta low-carb.Este foi "um enigma, um enigma real" para Fung, que começou sua jornada.Ao longo dessa jornada, ele teve de enfrentar uma realidade repugnante: ele estava tratando seus pacientes diabéticos obesos, tipo 2 erroneamente por décadas. Ele fez-los mais gordo, mais doentes e mais dependentes de drogas do que quando começaram a se consultar com ele.Para qualquer médico que coloca os pacientes antes dos lucros, isso é uma constatação horrorosa.

Felizmente para seus pacientes, Fung apenas não continuou fazendo isso. Ele fez o que qualquer bom cientista faz quando confrontado com a evidência que contradiz uma crença, não importa quão fortemente realizada. Ele mudou de idéia.
Os pacientes de outros médicos e nutricionistas não têm tanta sorte.

Fung começou estudo intensivo de nutrição. O seu foco é a etiologia da obesidade e que é um distúrbio hormonal, em vez de um desequilíbrio calórico. Ele olha para o papel devastador da insulina, um hormônio de armazenamento de gordura, nas pandemias de obesidade, diabetes e outras doenças crônicas de estilo de vida.Em 2012, Fung criou o Programa de Gestão dietética intensiva que tem um foco exclusivo na dieta como um tratamento para o duplo problema de obesidade e diabetes tipo 2. Com o tempo, ele acrescentou jejum, tanto intermitente e por períodos mais longos, a seus protocolos terapêuticos.A experiência pessoal de Moore como uma pessoa leiga fornece suporte forte para as teorias de Fung. 
Moore é o co-autor do best-seller com a mundialmente famosa US LCHF especialista Dr. Eric Westman do The Cookbook cetogênica, Keto Clareza e clareza colesterol. Ele também é o líder blogger low-carb de saúde a nível mundial, e apresentador do podcast de saúde mais longa, O Livin 'La Vida Low-Carb Show.Moore compartilha as extensas lições da experiência pessoal de jejum. Ele jejuou por algumas horas por dia, preparando-se para períodos mais longos. Moore sabe que irá ter um maior benefício com jejuns mais longos. Ele percebe como  é"extremamente importante" é para ele "tentar não jejuar durante períodos de estresse, mesmo quando é o stress feliz".O livro contém uma citação de Robb Wolf, um ex-bioquímico pesquisa e autor de The Solution Paleo. Lobo diz que o jejum é um "stress. Se é um hormetic estresse (benéfico) ou, potencialmente, um estresse prejudicial é em grande parte determinado por aquilo que outros estressores da vida estão em jogo ".Fung e Moore são messiânicos sobre o jejum, mas ambos também são realistas. Eles não estão dizendo que é o FIM para todos os males. Ou que é fácil de fazer quando o alimento está ao seu redor. Eles estão dizendo que é uma forma segura, eficaz e natural de tomar de volta o controle de sua saúde.

Autora do Artigo: Marika Sboros
Artigo original AQUI


Traduzido e adaptado por Flávia Trajano 
Criadora da Fan Page e administradora do grupo : JEJUM INTERMITENTE SEM MITOS

SIGA-NOS NO INSTAGRAM @jejumintermitente

4 comentários:

  1. Respostas
    1. Oi Tânia,minha xará, um abraço bem apertado amiga estou gorda também, lutando o chegar aos meus 67 o atualmente c 86 o com jejum e lowcarb já perdi 3k.como é bom deixar de comer tudo q tenha farinha de trigo.foco amiga e que Deus acompanhe nossos passos sempre!!!💕💕💕💕💕💕💕💕

      Excluir
    2. Bom dia, Tânia. Qdo este livro do Dr Jason Fung estará disponível traduzido no Brasil? Obrigada. JANAÍNA

      Excluir

Tecnologia do Blogger.