O JEJUM E O RAMADAN





O JEJUM NO MÊS DO RAMADAN É UM DOS PILARES DO ISLÃ


O jejum no Islã envolve a abstinência de três necessidades físicas primordiais humanas:
comida, bebida e relações sexuais
desde o amanhecer (aproximadamente uma hora antes do amanhecer) até o pôr do sol durante todo o mês de Ramadan.


O mês sagrado também oferece uma série de benefícios para o corpo e a mente.


O Congresso Internacional sobre "Saúde e Ramadan", que foi realizada em Casablanca em 1994, abrangeu 50 estudos sobre a ética médica do Ramadã e observou várias melhorias nas condições de saúde daqueles que praticam o jejum.


MELHORA OS NÍVEIS DE GORDURA NO SANGUE


Um estudo realizado em 1997 na revista Annals of Nutrition Metabolism demonstrado que o jejum reduziu maus níveis de colesterol "LDL"  e aumentou bons níveis de HDL , protegendo assim o seu coração de doença cardiovascular.
Isto pode ser explicado pelos hábitos alimentares e exercícios. Nesse período as pessoas tendem a escolherem opções mais saudáveis, como nozes, sopa de lentilha e refeições caseiras, evitando comidas muito processadas e fast food.




 Além disso, as orações da noite de "tawarih" pode fornecer um nível adequado de atividade física equivalente a atividade física que, para alguns, pode ser mais do que eles costumam exercer.

Promove a queima de gordura e perda de pesoA diminuição consumo de calorias acontece de forma natural no Ramadã. 
Se você manter seus hábitos alimentares habituais, é muito provável que irá comer menos quantidades de comida e perder peso, devido o horário de se alimentar ser restrito.
Isto é um dos grandes benefícios do Ramadã, no período do jejum , utilizar sua fonte de energia principal: a sua GORDURA CORPORAL.



Se o jejum vai ser perigoso para a sua saúde, como em diabéticos tipo 1, esta prática não é recomendada para você.



REGRAS DO JEJUM NO RAMADAN:

O jejum é obrigatório para todos os adultos, homens e mulheres em sua terra natal ou em período de viagem

Não é obrigatório para as crianças, mas elas devem ser orientadas sobre

o jejum para habituar-se a ele.


Pessoas com desordem mental não são 
obrigados a jejuar.


As pessoas que  NÃO DEVEM JEJUAR, conforme as regras do Islã:

*pessoas idosas
*Pessoas que estão sofrendo grave doença sem esperança de recuperação 
*Mulher gravida e em período de amamentação
*A mulher em seu período menstrual no sangramento pós-natal








Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.